6 escolhas financeiras erradas que você não deve fazer

No dia a dia é comum que as pessoas façam escolhas financeiras erradas. E muitas delas acontecem sem nem mesmo elas perceberem. E a razão disso acontecer é uma só. A maioria dos brasileiros não tem o hábito de manter suas finanças sob controle.

Publicidade

Algumas investem seu dinheiro de forma precipitada, só porque alguém investiu em determinado fundo e conseguiu um bom retorno. Já outros gastam de forma desmedida, desrespeitando a média salarial que possui e, com isso, se afundam em dívidas.

Para que isso não aconteça com você, continue lendo esse post e confira algumas das principais escolhas financeiras erradas que deve evitar.

 

Escolhas financeiras erradas: Conheça as 6 piores

Ter uma vida que não condiz com a sua renda

Sem sobra de dúvida essa é uma das escolhas financeiras erradas que as pessoas mais competem. Até mesmo de forma consciente. Muita gente vive no famoso degrau acima. Ou seja, tem gastos maiores do que pode pagar.

Para garantir boas escolhas e potencializar o seu financeiro, este é um erro que jamais pode cometer. Assim como também é errado viver apenas com o que ganha e ficar condicionado a isso.

Não saber como você gasta o seu dinheiro

Boa parte das pessoas não tem qualquer tipo de controle sobre os seus gastos, sejam eles fixos ou variáveis. E isso acaba desencadeando uma série de problemas. Desde o atraso de contas até o consumismo excessivo.

Para não se perder, procure sempre manter seus gastos registrados, para saber exatamente para onde o seu dinheiro está indo.

Achar que poupança, consórcio e títulos de capitalização são investimentos

Nenhuma dessas três opções é um investimento real. A poupança rende quase nada, que praticamente é uma enganação para o povo. O consórcio não é um investimento, mas uma espécie de financiamento que você está pagando. E caro!

E os títulos funcionam através de sorteios. O que o deixa mais próxima de uma loteria do que de um investimento.

Acredita que a previdência Pública/Privada vai garantir a sua aposentadoria

Nenhuma das duas opções é garantia de se aposentar com tranquilidade financeira. Uma das escolhas financeiras erradas mais comuns entre os brasileiros é deixar esse momento tão delicado nas mãos do Governo ou de um banco.

É preciso levar em conta que os gastos daqui 20, 30 ou até 40 anos serão bem maiores. Logo, a previdência não é uma garantia. O ideal seria ter vários investimentos com boas quantias aplicadas, para que eles gerassem mensalmente a sua renda.

Não proteger os seus bens

Os brasileiros têm uma mania muito errada de deixar tudo nas mãos da sorte. Acontece que nisso muita gente acaba perdendo bens caros.

Não ter um seguro de carro ou imóvel, por exemplo, é arriscar perder tudo por conta de um imprevisto. Logo você precisa proteger esses bens, não só pensando no seu futuro mas também de seus entes queridos.

Investir sem conhecimento

Tão ruim quanto não investir, é aplicar o seu dinheiro sem conhecimento. Provavelmente você irá perder uma boa grana até realmente aprender aonde deve investir.

O ideal é conhecer a fundo o mercado de investimentos antes de pensar em aplicar o seu dinheiro. Saber quais são as principais aplicações, rentabilidade, prazo de vencimento, entre outras coisas, te ajudará a tomar as melhores decisões.

Conclusão

Agora que você sabe quais são as principais escolhas financeiras erradas, evite elas ao máximo. Além disso procure aprofundar os seus conhecimentos sobre finanças para lidar melhor com o seu próprio dinheiro.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

0

Scroll to Top