As ações da Coinbase caem após aplicativo trava depois de comercial do Super Bowl

Publicidade

As ações da maior corretora de criptomoedas dos Estados Unidos, Coinbase, caíram nas negociações de pré-mercado nesta segunda-feira, depois que um aumento no tráfego após um Comercial que a corretora desembolsou US$ 6,5 milhões para transmitir 30 segundos no Super Bowl resultou na falha do aplicativo brevemente no fim de semana.

Um código QR flutuante e colorido foi exibido durante o jogo do título da NFL, o maior evento de TV dos EUA do ano, e redirecionou as pessoas para um link que oferecia US$ 15 em bitcoin para aqueles que se inscrevessem em uma conta Coinbase antes de 15 de fevereiro. .

O site recebeu mais de 20 milhões de acessos em sua página de destino em um minuto e o engajamento foi seis vezes maior do que os benchmarks anteriores, escreveu Surojit Chatterjee, diretor de produtos da Coinbase, no Twitter.

Após a falha gerada pelos número gigantesco de acessos, as ações da empresa caíram 1,7%, para US$ 191,26, nas negociações antes do pregão.

Contudo, a Coinbase ainda fica para trás em relação à Binance, a maior corretora de criptomoedas do mundo, que negocia cerca de US$ 11 bilhões por dia.

A Coinbase exibiu anúncios ao lado de FTX, Bitbuy e eToro no campeonato de futebol dos EUA, já que as empresas de criptomoedas apostam que a publicidade esportiva as ajudará a se tornarem populares.

Enquanto o Super Bowl trouxe marcas proeminentes de criptomoedas para novos públicos, a crescente presença da criptomoeda no mercado mainstream vem crescendo antes mesmo desses anúncios no Super Bowl.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Scroll to Top